Acontece

Como educar com valores e responsabilidade

 

Sempre buscamos o melhor para os nossos filhos e o objetivo é sempre protegê-los de qualquer ameaça ou problema. Mas, às vezes, o excesso de cuidado e proteção pode prejudicá-los e atrapalhar no desenvolvimento de sua autonomia e autoconfiança. 

 

Os pais são os principais responsáveis pela construção da autoestima da criança e deixar que ela adquira confiança em si mesma e nas próprias ações é fundamental nesse processo. É importante deixá-la tentar e testar os seus próprios limites.

 

Educar crianças responsáveis é um trabalho que é feito a longo prazo e requer muita dedicação. Para que elas desenvolvam responsabilidades desde cedo, é recomendável iniciar, pouco a pouco, tarefas e compromissos direcionados à sua faixa etária, tentando que se encarreguem de realizá-los, dentro das suas possibilidades: arrumar o seu quarto, recolher os seus brinquedos, organizar as suas roupas, seus materiais escolares, entre outras atividades.

 

Estabelecer regras é fundamental nesse processo. Converse, o diálogo tem papel importante tanto para os pais entenderem porque a criança ou o adolescente se recusa a realizar o que é solicitado, quanto para ela saber que sempre poderá ter o apoio dos pais. Esse tipo de atitude também ajuda os pais a transmitirem valores aos filhos.

 

Manter sempre o controle e impedir que a criança resolva sozinha suas dificuldades não garantirá a sua felicidade. A superproteção, não impor regras e limites e ceder a vontade da criança e do jovem também interfere no seu desenvolvimento emocional.

 

Educar é transmitir os valores da família, mas também permitir que os filhos façam suas escolhas, tomem suas decisões e aprendam sozinhos com os erros. Ao conhecerem a si mesmas, as crianças conseguem identificar suas emoções e necessidades, e se tornam mais seguras.

Tags